Andropausa/DAEM


O distúrbio androgênico do envelhecimento masculino (DAEM), ou andropausa, decorre da diminuição da produção de testosterona, hormônio masculino produzido nos testículos.

A andropausa pode causar grande variedade de sinais e sintomas e estar relacionada a diversas enfermidades do homem.

Algumas doenças e o próprio envelhecimento mimetizam os sinais de DAEM. A deficiência de testosterona se manifesta clinicamente por múltiplos sintomas, desde os sexuais até os menos específicos, que se refletem na queda do desempenho físico e mental e em problemas neuropsiquiátricos (como depressão, ansiedade, irritabilidade e dificuldade de concentração). Os sintomas não específicos da andropausa raramente são reconhecidos como tal, sendo, assim, atribuídos ao estresse causado pelo trabalho ou a dificuldades do cotidiano.

Entre os sintomas mais reconhecidos da deficiência de androgênios destacamos: ondas de calor, suores e sensação de frio; palpitações; perda da libido e da qualidade das ereções; infertilidade tardia; perda da massa muscular e acúmulo de gordura abdominal; osteopenia (com riscos de fraturas patológicas); e anemia.

Felizmente, apesar dos diversos riscos potencialmente graves ao seu diagnóstico, o tratamento da andropausa costuma ser simples e rapidamente eficaz. Para tanto, é necessário acompanhamento médico especializado para monitoramento da resposta à terapia hormonal bem como para o controle dos possíveis efeitos adversos que possam surgir.


  Voltar